6 passos importantes para quem está insatisfeito com o emprego

A causa de muitas insatisfações, ansiedades, depressões e crises de stress está relacionada ao trabalho. Se você está passando por isso e pretende mudar essa situação, sugerimos que você faça uma boa análise do seu momento atual.

Oferecemos seis pontos importantes que são chaves de sucesso para a sua decisão.

 

1) O primeiro ponto que gostaria de sugerir é que você procure identificar o que o desagrada.

É seu chefe? Sua remuneração? Falta de possibilidade de promoção? Clima hostil de trabalho? Relacionamento difícil com os colegas? Faça uma análise profunda de quais são os aspectos negativos e o que precisa acontecer para serem solucionados. Veja o que você pode resolver por conta própria e o que de fato você não tem alcance.

2) Se há algo a ser feito que impacte positivamente em sua satisfação, comece já!

Não deixe para tomar uma atitude apenas quando não estiver aguentando mais. Isso pode ser muito prejudicial à sua capacidade de escolha, pois quando já estamos no nosso limite físico e emocional, acabamos aceitando qualquer coisa só para nos livrarmos do incômodo do presente.

3) Tente entender o que sua profissão tem de pontos negativos e que serão encontrados em qualquer local de trabalho ou se o que você vive hoje é específico do seu ambiente profissional atual.

Por exemplo, se você acredita que não recebe um salário adequado, procure embasar sua percepção. Qual o valor da remuneração para profissionais que possuem o mesmo nível de experiência, resultados e desafios que o seu?
Se seu salário estiver dentro da faixa de mercado, não adianta mudar de empresa, já que você não encontrará grandes variações.
Agora se você percebe que não há chance de promoção porque a empresa é desorganizada, não tem um plano de cargos e salários e quem sempre são reconhecidos são os amiguinhos do chefe, aí talvez você esteja diante de bons motivos para rever sua carreira.

4) Outro aspecto a ser analisado é como vai indo a sua saúde.

Pessoas insatisfeitas profissionalmente adoecem com mais freqüência do que as que se sentem motivadas com o trabalho. Já que passamos tanto tempo no ambiente profissional, é importante que haja uma harmonia e motivação pela carreira atual, pois caso contrário as doenças psicossomáticas podem surgir e serão nocivas à sua saúde.

5) O terceiro ponto é se certificar que seu chefe sabe exatamente quem é você e quais são seus talentos e desejos de carreira.

Alinhe seus interesses aos projetos profissionais existentes e esgote suas chances de mudar de área ou desafio dentro da própria empresa.
Entenda seu propósito de vida e conecte-se profissionalmente com aquilo que vai fazer sentido para você. Se autoconhecer, saber dos seus talentos, forças, virtudes e o que realmente você gosta são elementos fundamentais para seu sucesso profissional.

6) Se você concluiu que está indo na contramão de uma vida profissional plena e realizada, não se desespere. Planeje detalhadamente cada detalhe do que precisa ser feito, bem como os resultados que deseja obter.
Se não souber fazer isso sozinho, busque auxílio de Coaches ou Psicólogos competentes, para que você possa ter o apoio adequado e então redirecionar sua vida profissional com maior chance de sucesso e realização.

Sempre é hora de recomeçar!

Gostou desse texto? Se quiser receber nossos materiais exclusivos no seu e-mail, deixe o seu endereço para nós!

 

Post Autor
Cláudia Oliveira
Psicóloga clínica, especializada em orientação vocacional e psicologia positiva, master coach e consultora de RH. Co-fundadora e colunista do EU MELHOR.

MENSAGEM

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga o Eu Melhor no Instagram

O Eu Melhor também está no Instagram!
Desenvolvedor Web - Relbert Ribeiro