Quando o desânimo pode ser sinal de alerta

Sentir-se cansado, às vezes, é bem natural, pois a rotina agitada acaba nos afetando e culpamos muito as situações estressantes pelo nosso cansaço e desânimo, porém quando isso começa a ficar contínuo pode ser um sinal de que a saúde não está nada bem e o desânimo é um sinal de alerta.

Você já se pegou sem motivação para as tarefas comuns do dia-a-dia, ou sem vontade de conversar com as pessoas ou até mesmo participar de atividades que envolvam atenção?

Se isso estiver acontecendo após uma boa noite de sono reparador ou até mesmo após um final de semana que você descansou , provavelmente, seu desânimo pode ser sinal de alerta para algumas doenças:

 

1) DOENÇA CARDÍACA ou RESPIRATÓRIA
Sentir-se extremamente cansado após subir alguns lances de escada que antes você subiria sem sentir falta de ar ou aumento dos batimentos cardíacos pode sinalizar um sintoma cardiológico por causa da dilatação do coração ou arritmias. Ao fazermos esforços precisamos de maior quantidade de oxigênio, se tivermos uma alteração pulmonar como a asma brônquica, essa troca entre oxigênio e gás carbônico fica irregular e sentiremos muito cansaço. Muitos são os fatores que podem desencadear uma crise de cansaço com falta de ar, até mesmo a poluição das grandes cidades.

2) DOENÇA REUMATOLÓGICA
Sentir-se desanimado constantemente pode ser indício de doenças reumatológicas de inflamações no nosso corpo como o lúpus, a artrite reumatóide e a fibromialgia que atinge principalmente mulheres. Hoje se fala muito na Síndrome da Fadiga Crônica, classificada pela Organização Mundial da Saúde, ainda sem causas definidas, porém acredita-se que pode ter relação com estados pós infecciosos ( virais e bacterianos) e se prolonga por vários meses após a cura da infecção.

3) PROBLEMAS NA TIREÓIDE
O funcionamento da glândula tireóide também tem influencia neste aspecto, pois a produção hormonal desta glândula comanda vários órgãos do nosso organismo e o desiquilíbrio causa sintomas variados que vão desde queda de cabelos à alterações do ciclo menstrual.

4) ANEMIA
E por falar em período menstrual, nós, mulheres, ao menstruarmos perdemos uma pequena quantia de sangue mensal, mas algumas de nós apresentam longos períodos ou uma quantidade excessiva de sangramento vaginal o que pode ocasionar uma perda de ferro do organismo levando ao quadro de anemia. Anemia é uma alteração nos glóbulos vermelhos do nosso sangue, que transportam o oxigênio para as células e se tivermos alteração nessas células a oxigenação das células ficam comprometidas, sem oxigênio teremos queixa de cansaço. Também a oferta do ferro pode estar suprimida na nossa alimentação: regimes com privação de alimentos ricos em ferro como carne vermelha e folhas verdes escuras podem ocasionar a falha no transporte do oxigênio para as células.

5) PROBLEMAS NO SONO
Caso você perceba que o desânimo é muito maior no período da manhã procure repensar seus hábitos de sono: está dormindo a quantidade de horas suficientes? Como está a ventilação do seu quarto? Ele é escuro e silencioso suficiente? Tem muitos eletrônicos( TV, rádio relógio e celular) ao seu redor? Você acorda no meio do sono assustada? Pode ser apnéia ( paradas repentinas na respiração) ou a Síndrome das pernas inquietas: contraturas musculares.

6) DEPRESSÃO
A depressão é hoje em dia uma das principais doenças que levam a este sintoma de cansaço permanente, por alterações químicas nos nossos neurotransmissores que não conseguem fazer o seu papel ideal. Por isso é importante a boa alimentação, pois excesso de açúcares/carboidratos refinados alteram a produção da serotonina , a substância que melhora o humor e é produzida em grande quantidade pelas células intestinais, por isso o funcionamento ideal do intestino é primordial para a estabilização da produção desse importante hormônio.

7) CÂNCER
Até mesmo alguns tipos de tumores podem ter sintomas pouco evidentes como o desânimo, principalmente, os cânceres do sistema imunológico em estágio inicial.

Caso você se sinta nessas condições é fundamental procurar o auxílio de um bom médico para investigar a causa do seu desânimo e tratá-la, mas se o seu desânimo for sinal de excesso de atividades, aqui vão algumas dicas para driblar de uma vez por todas essa preguiça.

XÔ PREGUIÇA!

1-Faça exercícios físicos: eles liberam hormônios que melhoram o humor e também melhoram a qualidade do sono e das funções cognitivas.

2-Respire: pode ser caminhando ou sentada confortavelmente faça respirações profundas e conscientes por poucos minutos, isso irá aumentar sua energia.

3-Faça uma lista de tarefas: priorize somente o que é importante, com a lista fica mais visual e fácil de você decidir.

4-Beba água: hidrate-se, pois nosso corpo precisa de água para seu bom funcionamento. Vale trocar por chás de plantas. Aprecie sua bebida medicinal e aproveite para agradecer por estar viva e poder ter o controle dela.

Fabiana Alves
Post Autor
Fabiana Alves
Fabiana é Médica gastroenterologista pela Federação Brasileira de Gastroenterologia e AMB. Membro do Círculo Saudável Medicina Integrativa. Escritora do blog e Fanpage Saúde Mediterrânea.

MENSAGEM

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Siga o Eu Melhor no Instagram

O Eu Melhor também está no Instagram!
Desenvolvedor Web - Relbert Ribeiro